Visita de estudo à Assembleia da República

por Equipa Já Soubeste?
220 visualizações

A visita de estudo à Assembleia da República, no dia 24 de maio, foi excelente, tendo sido realizada por alguns alunos do 10º, 11º e do 12º ano e fomos acompanhados por duas professoras.

Entrada do Palácio de S. Bento (esta é a única imagem que não foi tirada pela equipa)

Fomos apresentados aos dois edifícios do Parlamento por uma guia que fazia parte do PS, sendo um desses edifícios o Palácio de S. Bento, que é o edifício principal, e almoçámos no outro edifício, que é mais recente.

Entrámos no Palácio de S. Bento e foi partilhado connosco o facto de o chão do palácio ser o original, estando lá desde que o edifício era um convento, no entanto, durante alguns anos, esteve colocada alcatifa no pavimento, mas teve de ser removida porque o estava a danificar. Foi também mencionada a existência de túneis secretos. Para finalizar esta fase inicial da visita, vimos o gato Tobias (que tem uma página no Instagram), um gato que está sempre no Parlamento. Vimo-lo ao lado do jardim, onde havia uma casa em que Salazar viveu, durante algum tempo.

Ainda antes do almoço, visitámos as salas e divisões mais nobres e importantes da Assembleia da República, como:

– a Escadaria Nobre, que dá acesso à Sala das Sessões e à Sala do Senado;

– o Salão Nobre, construído durante o Estado Novo, dando ênfase à ‘’Exposição do Mundo Português’’, que tem como objetivo receções oficiais, conferências e outras cerimónias;

– a Sala dos Passos Perdidos, antecâmara da Sala das Sessões.

As partes mais importantes, que também visitámos antes do almoço, foram a Sala do Senado, destinada a comissões, trabalhos dos grupos parlamentares, sessões solenes, seminários, colóquios e reuniões internacionais, e a Sala das Sessões, onde se realizam as sessões plenárias, as sessões solenes, as reuniões de Comissão Permanente e as reuniões das comissões parlamentares. É de notar que também passámos ao lado da Biblioteca Passos Manuel.

Fomos, então, almoçar com o deputado Ricardo Lima, do PS, a um dos restaurantes da Assembleia da República, estando aquele a que fomos situado no edifício novo. Era um bufete. Elogiamos a comida e o serviço, que foram, de facto, excecionais.

Após o almoço, tivemos a oportunidade de assistir ao início de uma sessão plenária, em que foram abordados temas como a TAP e João Galamba. Notámos que, enquanto Catarina Martins, do BE, discursava, André Ventura, do CHEGA, estava a rir-se da situação.

Finalmente, mesmo antes do final da visita, conseguimos entrevistar Ricardo Lima. Segue a entrevista:

Equipa Já Soubeste: Há quanto tempo é deputado?

Ricardo Lima: Há um ano e meio.

Equipa Já Soubeste: Considera este trabalho complicado?

Ricardo Lima: É complementar. Se eu não fosse Presidente da Junta, talvez não me sentisse concretizado, enquanto deputado. Mas como sou Presidente da Junta, estas duas funções são muito compatíveis e complementares, acima de tudo.

Equipa Já Soubeste: Quais são os seus estudos e onde estudou?

Ricardo Lima: Eu comecei a minha atividade com 26 anos. Fui pai, por acidente, numa primeira fase, a segunda não, com os meu 18 anos e, por isso, interrompi os meus estudos. Fui estudar à noite: Humanidades. Tenho o 12º [ano], iniciei já várias vezes, para terminar, a Licenciatura em Gestão Autárquica e espero terminar antes do meu filho, que é um objetivo que tenho na vida. Por isso, este ano, diria que consigo terminar em 6 meses. Pretendo terminar a Gestão Autárquica. É a minha praia, aquilo em que eu me sinto bem.

Equipa Já Soubeste: O que diria se alguém da nossa idade quisesse seguir a sua profissão?

Ricardo Lima: É preciso ter resiliência, ou conseguir filtrar aquilo que é dito por outros. É muito mais importantes aquilo que tu pensas, aquilo que tu acreditas e ouvires as pessoas que te rodeiam, do que, propriamente, aquilo que circunda à tua volta. [Isto] por uma simples razão, porque, na política, infelizmente, como se constata no dia-a-dia, ainda é um jogo muito arriscado e, muitas vezes, tudo serve e não deveria valer. Não deveria valer tudo. É um bocadinho isto.

Equipa Já Soubeste: Muito obrigado!

Em suma, na visita de estudo à Assembleia da República, fomos apresentado a todo o espaço, assistimos a uma sessão plenária e, por fim, entrevistámos o deputado do PS Ricardo Lima.

Créditos: Inês Baleiras, Rodrigo Batista, Tiago Brito

P.S.: Infelizmente, não nos foi permitido fotografar em algumas zonas, daí as poucas fotografias.

Related Posts

Deixa um Comentário

Este site usa cookies para melhorar a tua experiência. Esperamos que não tenhas problema com isso, podes sempre fazer opt-out. Aceitar Ler mais

Privacidade & Política de Cookies