Porquê ler? Uma outra voz de Gabriela Ruivo Trindade e Pão de Açúcar de Afonso Reis Cabral.

por Biblioteca
403 visualizações

Quando me foi proposto o desafio de me inscrever no Concurso Nacional de Leitura, a verdade é que não estava à espera que me viessem parar às mãos livros tão apaixonantes! Esses livros foram “Uma outra voz”, de Gabriela Ruivo Trindade, e “Pão de Açúcar”, de Afonso Reis Cabral.

Livros tão diferentes, que tocaram o meu coração de forma distinta e peculiar, histórias completamente afastadas, que em nada têm a ver, mas que acabaram por transmitir mensagens profundas e sentidas!
Quando se toca nas primeiras páginas do livro “Uma outra voz”, de Gabriela Ruivo Trindade, e se começa a desenrolar e a descobrir diversas histórias de amor, a verdade é que nos vamos apaixonando em simultâneo pelas personagens, choramos com elas e aprendemos a ver a vida pelos olhos de distintas gerações. Somos levados a outros tempos, pensamentos e ideias, como se estivéssemos numa máquina do tempo, e enquanto folheamos as páginas do livro, é uma imersão tal que é como se passássemos a fazer parte da história.

Já no livro “Pão de Açúcar”, de Afonso Reis Cabral, temos o privilégio de ver o mundo pelos olhos de jovens de 12 anos. O bom e o mau, o belo e o feio, tudo! Jovens que, infelizmente, foram obrigados a crescer demasiado rápido. Jovens que não tiveram a oportunidade de serem crianças. Uma bicicleta defeituosa, transportada até ao edifício do Pão de Açúcar, no Porto, vai acabar por mudar tudo, pois no processo de restauro dessa tal bicicleta, Rafa, Samuel e Nélson conhecem um transexual que vivia nesse mesmo local. Entre a repulsa, o desconhecido, os segredos, a culpa, a curiosidade e a vontade de ser alguém melhor, alguém que tem o direito de amar e ser amado, vai acabar por nascer uma amizade entre Gisberta e os três jovens.

No entanto, uma sucessão de vários acontecimentos chocantes vai fazer com que a vida destes indivíduos nunca mais volte a ser a mesma.

Aconselho fortemente a leitura destes dois livros, tendo em conta os temas, as narrativas e
as mensagens transmitidas.

Diana Nuno Magno Coutinho da Costa, 10.ºH Aluna apurada para a Fase Interconcelhia do Concurso Nacional de Leitura

Imagem de capa: Cortesia de Leya

Related Posts

Deixa um Comentário

Este site usa cookies para melhorar a tua experiência. Esperamos que não tenhas problema com isso, podes sempre fazer opt-out. Aceitar Ler mais

Privacidade & Política de Cookies